sábado, 23 de abril de 2011

Ressuscite!

Domingo comemoramos a ressurreição de Cristo.
E louvado seja Deus por isso!!!
Às vezes, pergunto-me se metade das pessoas que compram chocolates e ovos de páscoa para suas crianças lembram-se disso (e o que é melhor, falam isso para elas).
Porque, se por um lado, a doçura dos chocolates encanta, o que deveria, realmente encantar e nos comover é a ressurreição de Cristo.
Afinal, já pararam para pensar que a Páscoa é uma data mais forte e significativa do que o Natal?
Sim! Porque no Natal, comemoramos o nascimento de Jesus.
E agora na Páscoa, não, comemoramos a RESSURREIÇÃO de Jesus.
Após sua crucificação, agonia por horas a fio e morte, ele fica três dias no sepulcro e na manhã de domingo ressuscita.
É esta ressurreição de Cristo que fundamenta nossa fé cristã!
Se Deus ressuscitou dos mortos seu filho amado, o mesmo fará conosco no tempo certo.
É pela ressurreição de Jesus que temos a certeza de que nós também seremos ressurrectos um dia.
E se esperamos pela renovação da vida após a morte, podemos (e devemos) renovar nossa vida agora mesmo!
Como?
Pasme você, pois existem várias maneiras de ressuscitar...
Podemos passar a ouvir mais as palavras de Deus (e colocá-las em prática).
Amar com menos reservas.
Pedir perdão.
Perdoar.
Tentar não mais pecar (pelo menos por hoje).
...
Ressuscitar em vida é o mesmo que fazer renovar a própria vida! Deixando-a sempre nova ao jogar fora o que não presta, o que nos faz mal.
Tudo que de algum modo nos faz morrer um pouco deve ser transformado em algo que nos vivifique.
O que tem acabado com sua vida?
A ignorância?
A estupidez?
A falta de paciência?
A agressividade?
A ira?
A fome excessiva?
A gula?
A preguiça?
....
O que há no interior do seu sepulcro pessoal que o envergonha?
....
Deus nos permite, enquanto a ressurreição verdadeira não vem, que nós ressuscitemos diariamente...
Ressuscite você também!

Kenia Adriana de Aquino

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Saúde e amor

Há algum tempo não escrevo...
Não por falta de vontade, mas falta de tempo, ânimo, inspiração...
Nem por tudo isso, repito, faltou vontade.
Na verdade, quisera eu ser como uma Cecília Meireles, um Mario Quintana, um Manoel de Barros ou qualquer dos autores que aprecio e ser surpreendente e inspirada para escrever (bem e sempre!). Mas não sou.

Então, vou guardando tudo o que sinto no cotidiano maravilhoso (ou nem tanto assim) para quando a inspiração soprada pelo Espírito Santo de Deus vier, eu escrever!

E, quem sabe, surpreender... tocar... transformar o sentimento de alguém por mim, pela vida, pelo amor, por Deus...

Será que preciso de algo tão grandioso ou de alguma reação tão forte?
Não, não! Decididamente, não!
A mim, basta apenas despertar alguma sensação no coração de quem lê o que escrevo....
Pode ser uma mudança de postura sim, mas pode ser também um simples sorriso.

Mas, deixemos de divagação e vamos ao que interessa!

Saúde e amor!

Estive meio adoecida por esses dias e talvez seja esse o maior motivo da falta de inspiração.
E estou com meu avozinho lindo e que amo do fundo do peito internado para fazer uma cirurgia.
Por várias questões burocráticas, a cirurgia que deveria ter acontecido hoje pela manhã e posteriormente às 13h de hoje, ainda não ocorreu.
Ficamos meio ansiosos por um lado, e por outro certos de que Jesus está preparando o momento em que Ele poderá ficar o tempo todo ao lado do cirurgião, guiando sua mão certeira...

Decididamente, saúde é o maior BEM que podemos receber de Deus e o amor é o que move e cura esse bem precioso da vida...